Estética em Alta no Brasil

O evento Estetika, maior e mais importante  do setor na América Latina,  cuja 27ª edição acontece de 29 de agosto a 1º de setembro no São Paulo Expo,  prevê um aumento significativo no volume de negócios gerados durante e após o evento, de cerca de 20% em relação a 2018, quando registrou a marca de R$ 100 milhões.

Regulamentada em 2018 no país, a profissão de esteticista ganha cada vez mais espaço e importância. Um estudo do Sebrae apresentado em julho de 2018 mostra que entre 2010 e 2015 o número de centros estéticos e salões de beleza no país subiu 567% no Brasil. A previsão de crescimento até 2020 é de mais de 14%.

O Brasil é o 4º país  que mais consome  produtos de higiene  pessoal, perfumaria e cosméticos em todo o mundo, atrás dos EUA, China e Japão, segundo relatório da Abihpec – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos,  de 2018. É o 2º maior consumidor de produtos masculinos. De acordo com  a Euromonitor International, as vendas de produtos de cuidados pessoais masculinos cresceram 70% no Brasil de 2012 a 2017, indo de R$ 11,66 bilhões para R$ 19,8 bilhões.  Os cálculos são de que o mercado brasileiro masculino de cuidados pessoais supere US$ 6,7 bilhões este ano, passando os Estados Unidos e liderando o ranking mundial.

Fonte: Henrique Barbosa (04/07/2019)